Auto-hemoterapia - Outubro de 2010

Auto-hemoterapia é uma técnica que combate e cura doenças com a retirada de sangue da veia e aplicação imediata no músculo. Esta terapia vem salvando vidas há mais de cem anos. Este espaço é dedicado à divulgação desta técnica, difundida pelo Dr. Luiz Moura, do RJ.


INFORMAÇÕES SOBRE AUTO-HEMOTERAPIA, A TERAPIA QUE CURA ATRAVÉS DO SANGUE

1. DVD DR. LUIZ MOURA

2. MÉDICOS   3. PESQUISA   4. BIBLIOTECA   5. LINKS  

6. HISTÓRICO  


19.12.2010

Dr. Moura explica dosagem da AHT para várias enfermidades

As pessoas que assistem ao DVD gravado pelo Dr. Luiz Moura recebem todos os esclarecimentos e vêem sua opinião a respeito da auto-hemoterapia, que o médico carioca afirma ter certeza de que é uma técnica absolutamente inocente “que nenhum mal faz para a pessoa”. Ele garante que nunca viu nenhum problema, lembrando que “Uma injeção de penicilina pode dar um choque anafilático, mas o próprio sangue não dá choque anafilático em ninguém: não há o menor risco nesse tratamento”, acrescenta. “Nunca vi nenhum abscesso, nenhuma contaminação”, continua o Dr. Moura, explicando que “Como estimula o Sistema Imunológico dificilmente vai haver uma infecção, porque o Sistema Imunológico está aguerrido, está quadruplicado”.

Sobre a dosagem aplicada, ela mostra que as técnicas iniciais ainda empíricas começaram na França, com o professor Ravaut, em 1912, onde ele usava em doses crescentes de 1 (um) cc, 2 (dois), 3 (três), 4 (quatro), 5 (cinco), até 10 (dez). Depois o professor Jesse Teixeira já não fazia assim; ele dava logo uma dose única, para evitar infecções nos pós-operatórios. Então ele usava 10 (dez) ml de uma vez e, 5 (cinco) dias depois mais 10 (dez) ml, que era como o próprio entrevistado começou aplicando, por ordem de seu pai quando operava os pacientes. “O que eu cheguei à conclusão é que a dose varia com a gravidade do problema”, revela, detalhando: “Vamos dizer, 5 (cinco) ml para uma doença que não seja muito séria. No lúpus, miastenias graves, artrite reumatóide, eu uso 10 (dez) ml. Quando é uma alergia, por exemplo, uma reação alérgica, asma, normalmente eu uso 5 (cinco) ml. Na rinite, 5 (cinco) ml, não há necessidade de doses maiores”.

NENHUMA CONTRA-INDICAÇÃO

Por outro lado, afirma que “Num caso desesperador, como foi o caso da esclerodermia, o primeiro caso que tratei, em 1976, eu usei 20 (vinte) ml iniciais. Porque eu precisava dar uma resposta violenta, para a paciente sair de uma situação, fase final, não tinha nada para se fazer, então, tudo valia”. Quanto ao período de uso, defende que “Pode-se fazer a auto-hemoterapia durante 10, 15, 20 anos. Eu por exemplo, tomo há muitos anos, mais de 20 anos. Não há nenhuma contra-indicação. A gente faz, eu faço, vivo fazendo porque eu viso evitar doenças que poderiam se incorporar no meu dia a dia, porque com a idade que foi avançando, passei pela idade dos acidentes vasculares”.

Revela que tomava a auto-hemoterapia para evitar o acidente vascular, tanto cerebral quanto cardíaco e agora está tomando porque também o protege contra o câncer, mantenho o Sistema Imunológico ativado. “Eu tenho sempre macrófagos prontos para devorar células, porque com a idade - ou até em jovens - aparecem células cancerosas de vez em quando”, descreve, comentando que “É como uma fábrica sem controle de qualidade: existem sempre produtos que não saem corretos e tem que haver um controle de qualidade; e o nosso é o Sistema Imunológico que faz o controle de qualidade das nossas células. Então isso realmente é necessário”.

TEMPO DE USO DA TERAPIA

O Dr. Luiz Moura considera que não há limite de tempo para uso da auto-hemoterapia que, para ele, pode-se usar uma vida inteira. Diz que manda seus pacientes fazerem uma série de 10 aplicações, depois descanso de um mês. Seria para usar de forma permanente. Os intervalos dependem da finalidade com que está sendo aplicada. Se for apenas preventivo, pode fazer intervalos grandes: depois de 2 (dois) ou 3 (três) meses de intervalo, fazer outra série. Se for visando um problema ou uma doença que já aconteceu e que tenha que ser mantida sob controle, aí se faz intervalos menores, faz-se 10 (dez) aplicações e 30 (trinta) dias de intervalo. Assegura que em muitos pacientes ele começa com 10 (dez) ml na fase aguda da doença, depois reduz para 5 (cinco) ml por semana.

 o exemplo do caso de uma vizinha sua de Visconde de Mauá. Ela teve uma doença que iria cegá-la – toxoplasmose, e já estava com 20% (vinte por cento) da visão. Uma amiga dela lhe contou a história e ele prescreveu a auto-hemoterapia. Por conta dela, quando viu que melhorava, aumentou de 10 (dez) ml para 20 (vinte) ml, tomava 10 (dez) ml em cada nádega, ela recuperou 80% da visão. Isso já tem mais de 10 anos, bem mais de 10 anos, e até hoje ela faz isso.  O intervalo entre uma aplicação e outra é de 7 (sete) dias. Em casos raros é que ele faz de 5 (cinco) em 5 (cinco) dias, quando quer manter os macrófagos no nível máximo, acima de 20% (vinte por cento). Quando não há necessidade disso, quando a infecção está sob controle, ele então faz de 7 (sete) em 7 (sete) dias, porque dá para reativar no 7º (sétimo) dia e voltar de novo aos 20% (vinte por cento).

EFEITO DA APLICAÇÃO

O Dr. Moura explica também que do momento que se aplica a auto-hemoterapia leva 8 horas para a taxa dos macrófagos chegar a 22% (vinte e dois por cento). A técnica que o professor  Jesse Teixeira usou para comprovar a ação da auto-hemoterapia foi muito simples. Simples, porque a descoberta é que é difícil. Ele descobriu que passando uma substância cáustica  cantárida - na coxa, forma-se uma bolha. Aí, o que ele fez? Ele resolveu tirar líquido da bolha e contar o número de macrófagos. Constatou que havia 5% (cinco por cento) de macrófagos. Aí fez a auto-hemoterapia e começou de hora em hora a tirar umas gotas dessa bolha. A cada hora o nível de macrófagos ia subindo e, no fim de 8 horas, chegou aos 22% (vinte e dois por cento). O pesquisador constatou que durante 5 (cinco) dias mantiveram-se os 22% (vinte e dois por cento). Esclarece ainda que todo dia ele tirava, mas mantinha 20 (vinte) a 22% (vinte e dois por cento). Do 5º (quinto) ao 7º (sétimo) dia é que começou o declínio.

A auto-hemoterapia também é usada em veterinária, onde se usa em vaca, que tem uma doença a vírus que se chama figueira. São como verrugas que nascem no focinho da vaca, e que realmente prejudicam muito o animal. Aplicando a auto-hemoterapia - que eles fazem com 20 (vinte) ml na vaca - em 2 (dois) a 3 (três) dias caem todas aquelas verrugas.  Dr. Jessé Teixeira fez a auto-hemoterapia em coelhos e verificou que terminava a ação da auto-hemoterapia quando o sangue terminava, porque ele sacrificava o coelho e verificava a volta aos 5% (cinco por cento). No local em que tinha sido aplicado o sangue, já não existia mais sangue.

INTERESSE PELAS PESQUISAS

A respeito do local da aplicação, conta que em músculos do braço às vezes tem paciente que quer que ele receite os 10 (dez) ml num braço, só para não levar duas picadas. Ele é contra, pois acha que o músculo do braço, o deltóide, comporta 5 (cinco) ml. Agora na nádega sim, pode-se aplicar os 10 (dez) ml. O músculo glúteo tem a capacidade de receber 10 (dez) ml.  A senhora a quem se referiu no caso de toxoplasmose, aplicava 10 ml em cada nádega, porque ela queria ter o efeito máximo para salvar a vista. Mas foi ela mesma, isso não foi ele quem receitou20 (vinte) ml; foi a própria paciente que decidiu tomar 20 (vinte) ml, para ter um resultado mais eficiente.

“Teria que ser feito um estudo da necessidade real”, opina, revelando que “É uma coisa que eu já venho pensando nisso, qual seria a relação com o peso corporal? As dosagens dos medicamentos variam em função do peso corporal, a dosagem que uma criança toma, de 30k (trinta kilos), é muito menos que uma pessoa de 70 k (setenta kilos). Talvez seja desnecessário, em crianças pequenas, usar uma dosagem como se dá em adultos de 5 (cinco) ml. Poderia aplicar 2 (dois) ml a 3 (três) ml. Minha esperança é despertar o interesse de pessoas que queiram fazer uma pesquisa de laboratório e que tenham condições de fazer. Porque eu não, eu faço tudo na base do estudo clínico, na base de raciocínio, sem pesquisa de laboratório, porque eu não tenho laboratório de pesquisa, é tudo pesquisa clínica, de aplicação prática”.


1. O que é auto-hemoterapia?

É uma técnica simples, em que, mediante a retirada de sangue da veia e a aplicação no músculo, ela estimula um aumento dos macrófagos, que são, vamos dizer, a Comlurb (Companhia de Limpeza Urbana) do organismo.

Os macrófagos é que fazem a limpeza de tudo. Eliminam as bactérias, os vírus, as células cancerosas, que se chamam neoplásicas. Fazem uma limpeza total, eliminam inclusive a fibrina, que é o sangue coagulado. Ocorre esse aumento de produção de macrófagos pela medula óssea porque o sangue no músculo funciona como um corpo estranho a ser rejeitado pelo Sistema Retículo Endotelial (SRE). Enquanto houver sangue no músculo o Sistema Retículo Endotelial está sendo ativado. E só termina essa ativação máxima ao fim de cinco dias.   

A taxa normal de macrófagos é de 5% (cinco por cento) no sangue e, com a auto-hemoterapia, nós elevamos esta taxa para 22% (vinte e dois por cento) durante 5 (cinco) dias. Do 5º (quinto) ao 7º (sétimo) dia, começa a declinar, porque o sangue está terminando no músculo. E quando termina ela volta aos 5% (cinco por cento). Daí a razão da técnica determinar que a auto-hemoterapia deva ser repetida de 7 (sete) em 7 (sete) dias.   

Essa é a razão de como funciona a auto-hemoterapia. É um método de custo baixíssimo, basta uma seringa. Pode ser feito em qualquer lugar porque não depende nem de geladeira - simplesmente porque o sangue é tirado no momento em que é aplicado no paciente, não há trabalho nenhum com esse sangue. Não há nenhuma técnica aplicada nesse sangue, apenas uma pessoa que saiba puncionar uma veia e saiba dar uma injeção no músculo, com higiene e uma seringa, para fazer a retirada do sangue e aplicação no músculo, mais nada. E resulta num estímulo imunológico poderosíssimo.   

 

PESQUISA DO SITE ORIENTAÇÕES MÉDICAS

ARTIGO DO DR. LUIZ MOURA - AUTO-HEMOTERAPIA

TRANSCRIÇÃO DO DVD COM ENTREVISTA DO DR. LUIZ MOURA

LIVRETO COMPILADO POR OLIVARES ROCHA - TRANSFIRA PARA SEU COMPUTADOR 

ABAIXO-ASSINADO DEFENDE AUTO-HEMOTERAPIA

CFM VOLTA ATRÁS PARA PERMITIR AUTO-HEMOTERAPIA COM TAMPÃO

PELO FIM DE UMA AGRESSÃO À ARTE DE CURAR

 


VISITAS DESDE 17.04.2008:

 

1. DVD DR. LUIZ MOURA

2. MÉDICOS   3. PESQUISA   4. BIBLIOTECA   5. LINKS  

6. HISTÓRICO  

TOPO

ROTEIRO

NATAL RN SITES

FORUM

FALE CONOSCO