AUTO-HEMOTERAPIA

A CURA DE DOENÇAS COM USO DO PRÓPRIO SANGUE

O QUE É AUTO-HEMOTERAPIA?  E-MAIL 


06.02.2008

Pareceres do Conselho de Medicina

criam confusão sobre método científico

CFM aprova Medicina Antroposófica usando argumentos que serviram para proibir auto-hemoterapia

“Fazer do método científico convencional o único método possível de conhecimento significa renunciar a um conhecimento integral da natureza humana”. Esta frase faz tremer as letras do Parecer Nº 12/07 do Conselho Federal de Medicina, que tratou da Auto-hemoterapia, principalmente se for acrescida desta outra: “Esse conhecimento precisa ser ampliado e, na sua ampliação, transformado por um outro conhecimento que se baseia numa capacidade de percepção abrangente, espiritual, uma percepção de totalidades, a ser desenvolvida pela alma humana”, bem como de outro trecho que diz: “Esta capacidade de percepção existe em todos nós, potencialmente, da mesma forma que as capacidades anímicas da pessoa adulta existem potencialmente na criança”.

Pois bem, caros leitores, estas afirmações acima foram extraídas, nada mais nada menos, que do Parecer Nº 21/93 do mesmo Conselho Federal de Medicina, que reconheceu a Medicina Antroposófica como prática médica, num processo parecido com aquele que tratou da Auto-hemoterapia. Para justificar o reconhecimento, o Dr. Nilo Fernando R. Vieira argumentou ainda que “Não se entenderá nunca a natureza própria do organismo humano enquanto não se perceber que ele, na medida em que vive, sente e pensa, se subtrai permanentemente aos efeitos e atividades que encontramos na natureza”, acrescentando que “Isto significa que nele acontecem processos que não podem ser compreendidos pelos métodos científicos usados para o conhecimento do mundo exterior”.

Apresentando a Medicina Antroposófica como “uma ampliação da arte de curar”, o Parecer afirma que aquela atividade tem se expandido desde 1920, estabelecendo-se na Alemanha, na Europa como um todo e no Brasil. “Este impulso tem crescido a ponto de ser possível criar, na Alemanha, uma faculdade de medicina na qual, desde o início o estudante adquire o conhecimento do homem do ponto de vista antroposófico, ao lado do ensino científico convencional”, diz o documento.

Segundo o Parecer, “A medicina antroposófica baseia-se em um conhecimento do ser humano, da natureza e do cosmo, que foi pesquisado e formulado por Rudolf Steiner no começo deste século (Século XX) e ao qual deu o nome de Antroposofia”. A medicina antroposófica mostra que o ser humano não é só a sua organização física, ele é também uma organização não física que se expressa nos conteúdos e atividades da alma e do espírito. O desequilíbrio nesta relação recíproca leva ao estado de doença. Defende que “Um verdadeiro conhecimento da patologia só pode ser atingido conhecendo exatamente e, deste ponto de vista, tanto os processos biológicos como os psicoespirituais e as suas relações recíprocas” e anuncia que “Neste sentido, a medicina antroposófica 'amplia' o conhecimento da medicina convencional com outros conhecimentos obtidos por métodos de pesquisa diferentes”.

Mais adiante o Parecer trata dos medicamentos utilizados pela medicina antroposófica, detalhando como devem ser ministrados, além de considerar que “Outros recursos podem ser utilizados para o tratamento de diversas doenças, entre as quais mencionaremos a massagem rítmica, as terapias artísticas e o trabalho sobre a biografia do paciente”. Detalha também que “Os medicamentos antroposóficos são produzidos por processos farmacêuticos e orientados pelos conceitos de Antroposofia, respeitando-se a natureza essencial e qualitativa das substâncias dos reinos vegetal, mineral e animal”.

Avaliando a prática antroposófica, o parecerista opina que “A minha interpretação da conceituação de ‘ampliação da arte curar’ pretendida pela medicina antroposófica está  no fato de que esta prática procura resgatar um conhecimento, um entendimento do paciente ou do indivíduo em seu contexto bio-psico-social. Algo que nós médicos temos perdido no decorrer dos anos e que, de forma equivocada estamos nos especializando em tratar doenças, deixando o indivíduo de lado”.

Mesmo entendendo que não dispunha “de elementos que caracterizem a Medicina Antroposófica como uma nova forma de prática médica”, concluiu que “Observando os conceitos contidos nos artigos científicos a nós enviados, entendo que a Medicina antroposófica procura uma certa semelhança com os termos usados na medicina alopatica, embora se diferencie extremamente nos aspectos relacionados à patogenese, fisiopatologia e terapêutica medicamentosa”. Por fim, escreveu: “Acerca da terapia medicamentosa, entendo que o CFM deve recomendar aos médicos que usem os chamados medicamentos antroposóficos com extrema cautela, evitando abandonar terapêuticas já sedimentadas, por alternativas desprovidas de experimentações baseados nos métodos científicos”.

Além do Parecer do CFM, encontramos no site da ANVISA artigo do médico antroposófico Antônio José Marques com o título “O que existe por detrás do Lúpus (LES)?”. Ali ela trata de um procedimento medicamentoso, alegando que “Medicamentos complementares fazem parte das idiossincrasias de cada paciente”, que “O estímulo imunológico fica por conta do Viscum álbum” e que “Enquanto que na AR utilizam-se dosagens ponderais (% ou mg), até auto-hemoterapia com o Viscum, para uma resposta vigorosamente imunogênica, no Lúpus as dosagens do Viscum devem ter potências mais elevadas (D4 ou D5), para estímulos sutis e prolongados (durante vários anos)”. O Artigo foi publicado inicialmente na Revista “Arte Médica Ampliada”, da Associação Brasileira de Medicina Antroposófica, ano XXIV, nos 3-4, Primavera-Verão/2004.

Diante de todas estas situações, cabe mais uma vez mostrar que o Conselho Federal de Medicina precisa tratar de forma mais objetiva questões tão importantes que envolvem a vida das pessoas que precisam de alternativas de tratamento e que se vêem cerceadas no seu direito humano de preservar a própria saúde, devido a este verdadeiro mar de contradições e desencontros em que se transformaram alguns dos seus Pareceres Técnicos. Uma forma digna de sanar essas falhas, seria a reabertura da discussão a respeito da auto-hemoterapia, com a revogação do Parecer Nº 12/07.

---

REPERCUSSÃO

“ALGO MAIS”

Caro Walter. Parabéns pelo seu incansável trabalho a favor da AHT. O que parece contradição, e o é, de forma flagrante, revela que existe um "algo mais" por detrás do parecer do dia 12 de dezembro último, que cassou o CRM do Dr. Moura. Os pareceres favoráveis a medicinas alternativas, como a Antroposófica, a Ortomolecular, a Acupuntura, etc. não provêm apenas do fato delas serem meios terapêuticos eficazes e consagrados pelo uso. Os Conselhos os aprovam, mesmo a contragosto, porque trata-se de matéria "difusa", envolvendo diversas técnicas e procedimentos. Já com a AHT passa-se algo completamente diferente, pois é um procedimento terapêutico incisivo e pontual, altamente eficaz, e que confronta de forma direta e aberta uma fatia importante do mercado farmacológico de imunomodulatórios e imunoestimulantes, além dos anti-alergênicos (que não funcionam), antibióticos, trombolíticos e outros. Esse é o "x" do problema. Em acréscimo, é intolerável para as mentes ortodoxas e capciosas dos conselhos, ver o Dr. Moura, inegavelmente um renomado médico, com invejável folha de serviços prestados ao longo de seus 58 anos de profissão, desancar o método científico num DVD que circula entre milhões de pessoas. Assim, o parecer contraditório do dia 12.12 foi um ato político aberto, de represália direta e incisiva, uma espécie de punição exemplar, previamente decidida, pela "grave desobediência" e por expor de forma ostensiva os métodos da medicina oficial à execração pública.  É claro que isso jamais será admitido... A contradição entre os vários pareceres dos conselhos pode servir de arma eficaz, principalmente em mão de advogados, para fazer valer os direitos do Dr. Moura, mas o lado político, segundo vejo, jamais será esquecido pelo "front" contrário. Isso tem de ser levado em conta nesta luta. Por outro lado, avalio que a pressão popular, derivada da difusão e prática da AHT, que cresce em escala logarítimica, vai fazer toda a diferença. Quando chegar no ponto em que, politicamente falando, os conselhos passarem a ter uma imagem intensamente ruim perante a opinião pública, esse jogo vira. Abraços. Evaristo.(06.02.2008)

MINORIA

Amigo Walter Medeiros!. Magistral meu caro Amigo seu artigo sobre as contradições do CFM! Em contrapartida Vc. noticia que o DVD do Dr Moura já foi visto por mais de 20 milhões de pessoas, e gora legendado em espanhol... Será uma loucura! Ai está o "X" da questão meu caro Walter, a "Medicina Antroposófica" não ganhou a popularidade da AHT, ficando restrita a uma minoria da elite esclarecida e intelectualizada, não ameaçou assim a poderosa e Bilionária "INDÚSTRIA da DOENÇA"! Aqui no Rio de Janeiro surge cada vez mais Hospitais moderníssimos que é um "LUXO SÓ"! É UM NEGÓCIO ALTAMENTE LUCRATIVO OU NÃO É? Vide o Vídeo no Youtube " THE CORPORATION" ( A Corporação), parte I e II. Vai chegar ao Brasil o documentário do Michael Moore "SICKO" sobre a máfia dos planos de saúde na terra do Tio Sam! Aqui não é muito diferente para não dizer a mesma coisa! Você que trabalha diuturnamente em defesa da AHT, está de parabéns e só temos a agradecê-lo, por esse seu trabalho maravilhoso de esclarecimento da população! Lamento profundamente que outros jornalistas brilhantes, não unam-se a você nesse trabalho elucidativo e fantástico de bem informar a população! Eu como leigo, autodidata e adepto da Medicina Complementar, faço o que posso no Infórum, para levar o máximo de informações no sentido de ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas fornecendo títulos de livros e outras informações... Tivemos agora um depoimento fantástico e emocionante, de um menino de 16 anos o Rodrigo Carvalho! O jornalista Evaristo, Marçal, Olivares, Dr. Ronaldo, Dr. Robert... e muitos outros, desculpem não poder citar o nome de todos, tem feito um trabalho de esclarecimento muito bom. Eu só não gostaria que deixássemos esta chama maravilhosa cair no ostracismo e morrer! Eu aplico a AHT desde abril, ma o meu Enfermeiro disse-me que diminuiu o Nº de pessoas que aplica com Ele! Ficarei feliz no dia em que fizerem justiça ao Dr. Luiz Moura e não seria nenhum exagero se no final deste século ele seja reconhecido como "O MÉDICO DO SÉCULO XXI". Um Grande Abraço. Este ano devo ir a Natal e farei questão de conhecê-lo e abraçá-lo pessoalmente.Arnaldo Ferreira. (07.02.2008)


 03.02.2008

Cineasta diz que DVD da Auto-hemoterapia tocou a alma do povo

Um artigo do cineasta Marcos Manhãs Marins divulgado no site  Cinema Brazil ( http://cinemabrasil.org.br ) com o título de “RECORD” afirma que “O vídeo BRASILEIRO mais assistido nos últimos 3 anos foi o documentário de entrevistas intitulado AUTO-HEMOTERAPIA...”. Segundo o comentário, “Estima-se que mais de 20 MILHÕES de pessoas assistiram ao vídeo, e sem ele passar na TV.  Está no youtube, no video.google, à venda pela internet, DVD copiado e passado de mão em mão”. Ele informa ainda que a assistência “Superou o TROPA DE ELITE e todos os demais audiovisuais brasileiros dos últimos tempos, excluindo os que foram passados na TV aberta”, observando que “DONA FLOR E SEUS DOIS MARIDOS foi visto por 11 ou 12 milhões”. Conclui que “este foi o "record" de público de qualquer filme ou vídeo brasileiro”. Leia matéria completa em CINEASTA

TRANSCRIÇÃO DO DVD COM ENTREVISTA DO DR. LUIZ MOURA

 

. ASSISTA DR. LUIZ MOURA EXPLICANDO A AUTO-HEMOTERAPIA

 

. EXPLICAÇÕES SOBRE AUTO-HEMOTERAPIA

 

. ABAIXO-ASSINADO DEFENDE AUTO-HEMOTERAPIA

 

. PESQUISA DO SITE ORIENTAÇÕES MÉDICAS

 

. OUTROS LINKS

 

Participe do forum sobre auto-hemoterapia, no link http://inforum.insite.com.br/39550/ 

 

FANTÁSTICO, CONSELHOS E USUÁRIOS

. "FRAUDE" FORJADA (AUTO-HEMOTERAPIA NO FANTÁSTICO)

. O MÉDICO BAIXOU O NÍVEL (PRESIDENTE DO CFM DETRATA COLEGA)

. PARECER DO CREMERJ É CHEIO DE FALHAS (PARECER NÃO TEM ARGUMENTOS CONTRA AUTO-HEMOTERAPIA)

. AUTO-HEMOTERAPIA, UMA QUESTÃO DE PESQUISA (PARECER DO CFM É CHEIO DE DÚVIDAS)

. PESQUISA E ABAIXO-ASSINADO SOBRE AUTO-HEMOTERAPIA (SITES UTILIZAM ESTES MEIOS PARA CONSTATAÇÕES E DEFESA DA AUTO-HEMOTERAPIA)

. AUTO-HEMOTERAPIA: PROIBIÇÃO PODE SER PENA DE MORTE PARA MUITOS (ARTIGO MOSTRA CONSEQUÊNCIAS DA PROIBIÇÃO)

. CASSAÇÃO DE REGISTRO DO DR. LUIZ MOURA VIOLA DIREITOS HUMANOS

. SUPERFICIALIDADE NO PARECER DO CFM

. CASSAÇÃO DO DR. LUIZ MOURA NO OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

. DR. ALEX BOTSARIS QUER EQUILÍBRIO NA AVALIAÇÃO DA AUTO-HEMOTERAPIA

. CFM ADMITE TERAPIA SEM COMPROVAÇÃO

 

OS MÉDICOS

. Médico paulista também recomenda AHT

. Mastologista sugere estímulo à pesquisa

. Proibição à auto-hemoterapia é agressão à arte de curar

. Médico prevê sucesso da auto-hemorerapia

. Médico diz que prescrever auto-hemoterapia é ato de humanidade

. Médico mineiro diz que auto-hemoterapia seria redenção da saúde pública

. Paraibanos aprovam a auto-hemoterapia

 

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MEDICINA COMPLEMENTAR

 

INFECÇÃO E SABEDORIA DOS MÉDICOS ANTIGOS

 

AUTOHEMOTRANSFUSÃO COMO PREVENÇÃO DE COMPLICAÇÕES PULMONARES PÓS-OPERATÓRIAS

Artigo publicado no "The American Journal of Surgery" (May, 1936 - pág.321), intitulado "Autohemotransfusion in Preventing Postoperative Lung Complications" e assinado por Michael W. Mettenletter (cirurgião do Pós-Graduate Hospital, de Nova York). Texto em inglês; arquivo pdf.

CLIQUE NA FOTO PARA ACESSAR O ABAIXO-ASSINADO

TOPO

MENU

INDIQUE SITES

CIDADES DO RN

FALE CONOSCO